fbpx

Your address will show here +12 34 56 78
Autoconhecimento, comportamento, empreendedorismo, Inteligencia Emocional, Livro, Training, treinamento
MISSÃO DE VIDA Pare um pouco e pense em seus talentos. Anote em uma folha no mínimo 5 dos quais você identifica como principais, seus talentos naturais, depois escreva como e em que você pode usar esses talentos, sempre pensando em mudar a sua vida e a de outras pessoas. Pesquisas mostram que os indivíduos que sabem usar seus talentos ao máximo são as mais felizes. Saiba que o dom que você possui é para ser usado e compartilhado, pois com certeza existe alguém que tem necessidade dele. Buckminster Fuller inventor e filósofo disse: “O propósito da nossa vida é acrescentar valor à vida das pessoas desta geração e das gerações seguintes”. Percebo hoje que a maioria das pessoas bem-sucedidas estão sempre atentas a uma coisa: o que podem fazer para tornar a vida das pessoas melhor. Sempre foi assim e continua sendo essa a forma de pensar dos grandes inventores. Muitas teorias e invenções foram criadas por meio de angustias e dores que incomodavam de forma profunda a seus criadores. Talvez aquilo que mais te deixa frustrado, o que você enxerga como um problema, seja o que precisa ser resolvido por você. Utilize seus talentos de forma sábia e contínua, sempre com o objetivo de crescer como pessoa e ajudar os que estão à sua volta. Quem sabe assim o sucesso não baterá em sua porta trazendo algumas recompensas? Quem sabe sua missão de vida não está em descobrir algo novo e revolucionário em sua geração? Quero encerrar com um trecho de um livro de Richard Bach, um diálogo que começa com a seguinte pergunta: “Como vou saber se completei minha missão? Se você ainda respira, é por que ela ainda não acabou”. Sinta sua respiração e vá viver sua missão! Quase que diariamente postamos conteúdo de Inteligência Emocional, Coaching e PNL aqui no blog. Fique atento e dê seu feedback. Se sua vida está sendo mudada pra melhor de alguma forma, não deixe de nos contar sua experiência. E vamos juntos, crescer e contribuir! Por Beto Freitas
0

Autoconhecimento, comportamento, empreendedorismo, Inteligencia Emocional, treinamento
METAS NEUROLOGICAMENTE CORRETAS – PARTE 2 Na parte 1 falamos sobre os dois primeiros critérios necessários para se traçar metas neurologicamente corretas: Especificidade e ter um tempo determinado. Dando sequência ao conteúdo, vamos falar dos outros dois critérios: METAS POSITIVAS e METAS DESAFIADORAS. Para exemplificar esses dois últimos critérios vou utilizar as tão populares metas de emagrecimento. Grande parte das pessoas mete o pé na jaca no fim de ano, e com isso ganha alguns quilinhos indesejados. E mesmo passando o natal e o ano novo, não consegue iniciar uma rotina saudável que a leve a perder os indesejados quilos a mais. No último dia do ano estabelece como meta para o ano novo “perder X kilos” ou apenas “emagrecer”, mas já inicia o novo ano comendo como se não houvesse amanhã, mantendo as mesmas práticas do ano que passou. Isso acontece, muitas das vezes, por se estabelecer metas de perda de peso de forma errada. Por exemplo, a pessoa determina como meta “quero perder peso até o verão”. Para início de conversa, perda não é algo que nossa mente se agrada, então ao se estabelecer uma meta, principalmente de perda de peso, coloque onde você deseja chegar: Se hoje está com 75 kg e quer eliminar 15kg crie a meta da seguinte forma: “vou pesar 60 kg até o dia 21 de dezembro de 2018 (início do verão). Vejamos agora: essa é uma meta POSITIVA, e também DESAFIADORA, pois neste caso concreto estou dizendo em perder 2,5kg/mês durante 6 meses. Claro que somente isso não irá fazer com que milagrosamente eu chegue aos 60 kg, mas definitivamente é o ponto de partida. Quando um cliente tem como meta a diminuição de seu peso indico duas coisas a serem feitas: 1ª) Definir um plano de ação para alcançar a meta (vamos falar sobre em outras postagens, não deixe de acompanhar); 2ª) Criar uma alavanca além do desafio; essa alavanca pode ser algo que gerará prazer ao cumprir a meta ou uma dor se não cumpri-la. Li um exemplo de alavanca muito interessante no livro “Desperte seu gigante interior”, de Anthony Robbins: duas amigas estabeleceram juntas a meta de emagrecimento, e quem não atingisse a meta iria comer uma lata de comida de gato. Fizeram todo mundo ao seu redor saber que essa seria a punição se não alcançassem sua meta, gerando a obrigação de cumpri-la. Cada uma tinha em sua casa uma lata de comida de gato e a deixavam em local bem visível. Todas as vezes que estavam desanimando olhavam para a lata e iam fazer o que tinha que ser feito, ou deixavam de fazer o que não deveria ser feito. Este é um exemplo de alavanca negativa, ou seja, se você não alcançar a meta você terá como consequência algo que lhe cause grande dor. Porém, nem todos são motivados por alavancas negativas, sendo assim, estabeleça uma alavanca positiva (algo que lhe causará grande prazer se alcançar o objetivo), como p.ex. “só vou comprar roupas novas quando chegar aos meus 60 kg”. Uma dica prática que lhe dou se sua meta é emagrecer é: pare de enxergar a balança como sua inimiga e a use como aliada. Crie o hábito de se pesar uma vez por semana (sempre no mesmo dia da semana, de preferência no mesmo horário). Saiba que se criar esse hábito isso lhe tornará mais responsável com o seu compromisso, além do que é mais fácil corrigir 200 gramas do que 2kgs. Se você leu a Parte 1 deste conteúdo, já escolheu uma meta, especificou-a e determinou um prazo para que ela aconteça. Então agora verifique se a meta escolhida e traçada é específica e desafiadora. Se não for, reformule-a. Em caso de dúvidas pode entrar em contato conosco que teremos muita alegria em ajuda-lo!

Quer aprender mais sobre como estabelecer metas realizáveis, venha para essa imersão de 10 horas comigo. Impulsione sua Carreira e Negócio. Click aqui e saiba mais! Quase que diariamente postamos conteúdo de Inteligência Emocional, Coaching e PNL aqui no blog. Fique atento e dê seu feedback. Se sua vida está sendo mudada pra melhor de alguma forma, não deixe de nos contar sua experiência. E vamos juntos, crescer e contribuir!
0




VISÃO POSITIVA DE FUTURO

Pense em algum sonho que você tenha. Nem é necessário que ele já tenha virado meta, apenas pare neste instante e pense em algo que você deseja muito. Agora comece a imaginar esse sonho em sua mente, visualize mentalmente todos os detalhes do sonho. Permaneça nele por alguns minutos. Sinta o cheiro, ouça os sons, mergulhe nos sentimentos que esse sonho lhe traz. Conseguiu? Como você se sentiu? Acredito que deve ter sido maravilhoso ter essa experiência por alguns minutos. Isso se chama ‘visão positiva (ou otimista) de futuro’.

Vamos lá, a partir do seu sonho cria-se uma visão positiva de futuro. A realização desse sonho passa por 4 etapas: sonho, visão, objetivo e ação. A visão é transformada em objetivo e o objetivo gera a ação. Portanto, aqui você já passou pelos dois primeiros estágios da realização. Em outros textos, trarei conteúdos para que você passe pelos próximos dois estágios, mas aqui vamos focar na visão positiva de futuro.

Quero que você conheça a história de Viktor Frankl, um médico psiquiatra austríaco preso durante a Segunda Guerra Mundial. Perdeu pai, mãe, irmão e esposa para o nazismo. Ficou preso em campos de concentração nazistas e, apesar disso, conseguiu sobreviver. Em seu livro “Em Busca de Sentido” relata sua experiência pessoal, descrevendo as tentativas de encontrar sentido para sua vida diante das circunstâncias em que se encontrava.
Uma das fantásticas descobertas feitas por Viktor Frankl foi que os sobreviventes do Holocausto tinham um ponto em comum: possuíam uma ideia CLARA e POSITIVA sobre o que fariam depois que fossem libertos. Diante da experiência contada por Frankl podemos ter noção da importância de se ter uma visão positiva de seu futuro. Por isso, retire alguns poucos minutos de seu dia para exercitar sua visão positiva de futuro. Ela não é suficiente para alcançar sua metas, porém é um dos passos que lhe ajudarão a chegar aonde tanto almeja.  

Continue acompanhando nossas postagens. Em outros conteúdos do blog ensinaremos como dar os outros passos necessários para a realização. Fique atento e dê seu feedback. Se sua vida está sendo mudada pra melhor de alguma forma, não deixe de nos contar sua experiência. E vamos juntos, crescer e contribuir! Por Beto Freitas
0

Autoconhecimento, Coach, empreendedorismo, Inteligencia Emocional, Livro, Training
 Por Beto Freitas

Esse livro é daquele tipo que não basta apenas lê-lo, ele precisa ser estudado, O Poder da Ação escrito por Paulo Vieira é um manual de Coaching indispensável para quem quer ter uma vida abundante!

Já o li e estudei por incontáveis vezes, mas primeira vez foi em fevereiro 2016, e de lá pra cá minha vida mudou completamente. Já li muitos livros de Coaching, porém esse é um dos meus preferidos. Com uma linguagem simples e de fácil aplicação prática, ele possui ferramentas que, se utilizadas em nosso dia-a-dia, terão o poder de transformar todas as áreas da vida.

O livro possui 256 páginas e é dividido em 7 capítulos. 

1- ACORDE: o Autor inicia  fazendo uma diferenciação entre vida normal x vida comum. Segundo ele, atualmente é normal ter uma ‘vida comum’ e achar que isso é normal.

2- AJA: Você sabe o que são “historinhas” e consegue identificar quais você conta para justificar a falta de mudança e o fracasso em sua vida? Aqui o Autor diferencia os tipos de historinhas que contamos e como fazer para elimina-las.

3- AUTORRESPONSABILIZE-SE: Através do conceito da autorresponsabilidade, Paulo Vieira vem mudando a vida de muitas pessoas. Ele afirma que o único responsável pela vida quem tem levado é você mesmo. Os resultados que têm obtido são fruto das atitudes que têm escolhido.

4- FOQUE: O foco tem tudo a ver com inteligência emocional. Ter foco não é meramente fixar-se em algo, mas também saber desfocar daquilo que é mera distração. Você sabe identificar o que vem te distraindo?  Sabe quais os diferentes tipos de foco existem? Esse capítulo traz conteúdo substancial e prático a respeito do foco.

5- COMUNIQUE-SE: O que você tem comunicado aos outros, mas principalmente a si mesmo? Sua vida tem sido reflexo daquilo que você comunica. Nesse capítulo aprendemos sobre comunicação verbal e não verbal, gratidão, a perfeita linguagem, vícios emocionais, dentre outros.   

6- QUESTIONE: Saiba como fazer ‘Perguntas Poderosas de Sabedoria’, melhorando a qualidade de seus pensamentos e, consequentemente, de suas realizações. 

7- CREIA: Nós somos o resultado das nossas crenças. As crenças trazidas pelo autor nada tem a ver com religião, mas com aquilo que acreditamos a respeito de nós mesmos e do mundo que nos rodeia. Sabendo identificar suas crenças, reprogramando as negativas e potencializando as positivas, você terá resultados extraordinários em sua vida de forma definitiva.

Esse livro é de longe a melhor ferramenta disponível para trabalhar as mudanças necessárias de seu interior para o exterior, ele te ajudará a identificar e eliminar seus fatores impeditivos internos, e também a reprogramar sua mente para realizar seus sonhos, tornando-se uma pessoa mais feliz e realizada.

Ta esperando o que? Comece hoje essa mudança em sua vida!

Ainda não possui o livro? Click em O Poder da Ação e você terá uma ótima oportunidade de compra-lo com desconto e sem sair de casa.
0